Make your own free website on Tripod.com

Como elaborar seu currículo

A primeira impressão...

Por: Roberta Fernandes Lopes e
Irani I. de Lima Argimon *

 

Diante da crescente dificuldade ou não de se inserir no mercado de trabalho. Elaboramos um artigo especialmente para as pessoas que querem buscar novos desafios, entrar o mundo profissional novamente ou pela primeira vez.
Num primeiro momento é importante salientarmos que o currículo é a primeira porta de entrada para as organizações. É através dele que vamos passar para uma segunda etapa nos processos seletivos ou não. Então, nossa proposta para os leitores é poder dar dicas de como elaborar um currículo eficaz.
É com este material que você vai abordar o mercado de trabalho. Você não será contratado por nenhuma organização sem antes acontecer à análise de suas qualificações. O currículo não se trata de narrativa do seu desenvolvimento profissional, mas de informações de caráter pessoal, formação e à qualificação contendo informações estruturadas, que promovam o candidato.

Vamos saber qual é o objetivo do currículo:
- Apresentar, qualificar e promover sua experiência profissional com a finalidade de "provocar" um contato pessoal (entrevista).
- Ele é apenas um pedaço de papel, no entanto deve ser usada linguagem que agrade a todos.
- O currículo deve ser conciso e preciso (curto e objetivo). Ir direto ao ponto. Falar apenas o importante e o essencial.

O seu material precisa ter vida, ter força, saltar do papel:
- Seja enfático, utilize palavras de sucesso. Evite usar termos vagos e se colocar na posição de coadjuvante, com expressões como ajudei, participe, observei.
- Ao descrever sua experiência, procure usar os verbos na pessoa da ação: realizei, implantei, coordenei, liderei, reestruturei, desenvolvi, atuei. Se achar pretensioso, use a forma nominal: coordenação, implantação, reestruturação, realização. Jamais fale no plural nós, ou na terceira pessoa ele: realizou, implantamos.
O currículo é um documento formal, evite parecer simpático, com termos coloquiais, gírias ou usar apelos engraçadinhos: auto-elogio, auto-avaliação ex: tenho boa aparência, sou um excelente profissional, você não sabe o que está perdendo.
O currículo para ser promocional, deve começar sempre pelos aspectos fortes e de destaque. Não há uma regra fixa e uma ordem em que estes pontos devam ser apresentados. Não interprete esta orientação como uma receita para ser seguida à risca. A ordem dos fatores não altera o produto. Você pode ousar e criar colocando sua marca pessoal na elaboração do currículo.

O SEU CURRÍCULO DEVE CONTER AS SEGUINTES INFORMAÇÕES:

Dados pessoais
• nome;
• idade e estado civil;
• endereço completo, sem esquecer do CEP;
• telefones – mencionar se são residenciais, comerciais ou para recados;
• endereço eletrônico (e-mail).
Os dados pessoais devem ser colocados na abertura do currículo: no centro ou no canto superior direito.

Área de interesse ou Objetivo
• Um tópico abaixo dos dados pessoais, para que se mencione sua Área de Atuação ou Área de Interesse. Exemplo: Financeira, Administrativa, Recursos Humanos. Mencione a que é mais forte.
• Objetivo é mais relativo ao cargo: Analista Financeiro, Auxuliar Administrativo. Ocorre que este tipo de colocação pode limitar as ofertas.
É recomendável colocar a área de interesse.

Formação escolar
Indique a formação superior, o mestrado, doutorado e especializações importantes. Mencione o curso, a instituição e só. Comece sempre pela maior graduação.

Resumo das Qualificações
Os profissionais entram direto na experiência profissional, o que costuma ser pouco produtivo. É aconselhável fazer uma espécie de apresentação inicial, proporcionando uma visão geral do perfil do candidato.
Sempre que fazemos uma palestra para as pessoas, em primeiro lugar, nos apresentamos fornecendo algumas credenciais de formação, tempo de experiência no assunto e características pessoais. Utilize esta técnica no seu currículo. Faça uma breve apresentação, uma caracterização pessoal e profissional. Esse item funciona como “quebra-gelo”
Fale de realizações. Diga o que fez e que resultados conseguiu, mas jamais diga como. O "como" é o tempero para a entrevista, colocado no currículo, dispensa a conversa pessoal. Crie expectativas, desperte o interesse em saber como.

Experiências Profissionais
Descrever sua experiência, atividades e conhecimentos. Comece da última experiência, a mais recente (normalmente é mais promocional, pois com o tempo as pessoas vão adquirindo maior maturidade profissional). Se não for o caso, comece pela mais significativa.
Descreva cada realização separadamente, independentemente dos cargos exercidos e empresas em que atuou. Evite termos excessivamente técnicos.
Você pode descrever as experiências logo abaixo das empresas, mencionando o nome da empresa, período e cargo, seguidos pela experiência naquela organização.

Informática
Relate quais os programas que você domina e em que nível.

Idiomas
Relate quais os idiomas domina e em que nível.

Cursos
Mencione o título/nome do curso e a instituição. Datas antigas não são promocionais.

Complementos
São opcionais. Se tiver, é bom colocar. São: estágios no exterior, viagens de negócios, trabalhos publicados, palestras proferidas e entidades de classe/comerciais a que pertence.

O seu currículo deverá:
• ter, de preferência, 2 folhas ou, no máximo, 3. Não use excesso de informações;
• ser impresso em papel de qualidade, com tinta nova e letras legíveis;
• ser apenas rubricado. Não utilize sua assinatura convencional e comercial;

O seu currículo não deverá:
• ter fotos anexadas. Você pode “escanear” uma boa fotografia (3 x 4), desde que recente e com boa aparência;
• conter salário ou pretensão. Não acredite que você pode acertar na mosca. A tendência sempre é se desvalorizar ou então se supervalorizar
• conter informações sobre aspecto físico ou confidências pessoais;
• conter correções e atualizações feitas à mão, uma vez que o currículo representa o candidato. Deve ter apresentação impecável;
• conter numeração de documentos ou referências pessoais.
• apresentar cópia de má qualidade.

O currículo é tão importante que até mesmo um ótimo candidato com muitas experiências técnicas pode ser dispensado se o recrutador não se sentir atraído pelo currículo. Outro fator relevante depois da elaboração é poder dar o encaminhamento certo, não pode ser feito ao acaso.
Portanto, dedicar-se à elaboração do currículo é imprescindível para concorrer a uma colocação no mercado de trabalho.

*Roberta Fernandes Lopes é psicóloga formada pela PUCRS, Consultora de Carreira e Organizacional. Colaboradora do Grupo de Pesquisa Avaliação e Intervenção Psicológica no Ciclo Vital. Sócia do Núcleo Médico Psicológico. Atuação em empresas nacionais e multinacionais. Também realiza desenvolvimento de carreira e orientação profissional.

*Irani I. de Lima Argimon é psicóloga e Doutora em Psicologia Clínica pela PUCRS. Orientadora do Grupo de Pesquisa Avaliação e Intervenção Psicológica no Ciclo Vital. Professora da PUCR