Make your own free website on Tripod.com

Hospital albert einstein investe em hotelaria e reciclagem

 

A universidade do Hospital Albert Einstein já começa grande, com aula inaugural de um ex-presidente --FHC--, a experiência de um Instituto de Ensino e Pesquisa e a referência de uma das melhores escolas de enfermagem do país.

Claudio Luiz Lottenberg, presidente do Einstein, vê nos cursos uma forma contribuir com a sociedade. "Temos um compromisso com a produção e a distribuição do conhecimento como exercício da responsabilidade social", diz.

A universidade tem várias frentes: uma delas é formar profissionais para hotelaria hospitalar. "Queremos oferecer ao nosso paciente uma hospitalidade que os cursos aí fora não ensinam."

Em outras frentes, serão feitos cursos de reciclagem e especialização para o corpo interno do hospital, outros serão abertos a terceiros e, finalmente, a universidade poderá fazer parcerias com instituições interessadas no ensino e na prática que o Einstein oferece.

Não significa que os hospitais privados se abrirão para residências médicas, diz Antonio Carlos Lopes, secretário-executivo da Comissão Nacional de Residência Médica. Para ele, a residência médica precisa ter uma função social para a rede pública, o que não acontece com os hospitais privados.

Álvaro Atallah, diretor-científico-adjunto da Associação Paulista de Medicina, diz que falta no país um sistema de premiação para quem se aprimora. "O médico que se especializa e investe em mais conhecimentos não ganha pontos nem é reconhecido por isso."

 

14/03/2004 - 05h33  da Folha de S.Paulo